Blog que pretende abordar assuntos do quotidiano que nos rodeia.
31 de Outubro de 2008

Foi assinado na concertação social um acordo que comprometia sindicatos, governo e patronato a elevar o salário mínimo até aos 500€, no ano 2011.

Tendo ficado calendarizado que no ano 2009 este salário ascenderia ao valor de 450€.

Acontece que estamos a atravessar uma crise que está a colocar em causa muitas empresas, e que portanto, um aumento deste salário fragiliza ainda mais as mesmas.

Mas afinal quem é que pratica estes salários?

As empresas de mão de obra intensiva (ex: têxteis), as profissões menos qualificadas...

O aumento do salário mínimo é exigível, por forma a poder fazer face aos constantes aumentos, nomeadamente dos bens alimentares.

O que pode ser feito em compensação é um apoio por parte do Estado a sectores mais específicos, que demonstrem mais dificuldades.

 

publicado por pmaa às 18:11
tags:
30 de Outubro de 2008

Segundo o ranking das escolas, publicado pelo jornal diário JN , com base nas notas dos exames nacionais do 11º e 12º ano relativos ao ano lectivo 2007/2008, a Escola Secundária de Albergaria-a-Velha ocupa o 48º lugar do ranking.

Este resultado é de louvar, uma vez que coloca a escola de Albergaria-a-Velha entre as melhores do distrito de Aveiro, e mesmo do país, tendo em conta que entraram neste ranking cerca de 600 escolas de todo o país. 

Em primeiro lugar, estão de parabéns os alunos que conseguiram estes resultados e também toda a comunidade escolar que lhe está associada, nomeadamente professores, pais, funcionários...

Parabéns para a Escola Secundária.

Continuem a trabalhar, pois os resultados demostram o bom trabalho que tem sido feito!

A outra escola na área do município, o Colégio de Albergaria, apresenta um resultado mais modesto quedando-se pelo lugar 316.

 

publicado por pmaa às 18:36
16 de Outubro de 2008

Foi apresentado pelo Governo na Assembleia da República, o Orçamento de Estado para 2009.

Com ele também foi apresentado  o PIDDAC (programa de investimentos e despesas de desenvolvimento da administração central), o qual faz parte integrante do mesmo.

Este documento apresenta as despesas e investimentos que o governo se compromete fazer por cada região e por cada concelho.

no ano passado alertava para a queda do Investimento através deste programa no município de Albergaria-a-Velha, mas o que é facto é que este ano existe uma nova queda dos valores destinados ao municipio.

O valor previsto no Orçamento para o próximo ano é de 100.000€ valor que comparado com o orçamentado para o ano de 2008 (689.685€), representa uma diminuição de 86%!!

Esta queda continuada do investimento no município é preocupante.

Surgem então duas alternativas ou está tudo feito, ou não existem projectos para serem apoiados.

A primeira hipótese não me parece realista, restando portanto a segunda hipótese.

A falta de projectos deriva da nossa Câmara Municipal que esgotou a sua iniciativa?

Ou deriva do Governo que não pretende apoiar o nosso município, tendo outros municípios prioritários?

Urge tomar medidas, por forma a inverter esta situação tão lesiva para o nosso Concelho.

 

publicado por pmaa às 20:03
10 de Outubro de 2008

 

Confiança - do Lat.  confidentia, s. f.,

 

segurança e bom conceito que se faz de alguém;
convicção do próprio valor;
firmeza de ânimo;
crédito;
intimidade, familiaridade
 

De acordo com o dicionário on-line Priberam.

 

Esta é uma das palavras que nos dias que correm mais se ouve.

Só quando ela não existe se sente a falta que faz.

Sem confiança nenhuma relação é possível, seja pessoal, comercial ou outra.

Sem confiança qualquer relação pessoal não existe, ou se essa confiança deixa de existir termina essa mesma relação.

Mas onde esta palavra se aplica mais nos dias que correm, tem que ver com os mercados financeiros.

Sem confiança todos os agentes económicos ficam na retaguarda, não investindo, pelo contrário até desinvestindo. Esta atitude provoca uma bola de neve em que todos deixam de acreditar em todos, tendo como consequência a estagnação da economia e até uma possível recessão, desemprego, mal-estar social...

Quando as pessoas deixam de acreditar no mercado financeiro nomeadamente nos bancos e seguradoras, a situação torna-se muito complicada, pois estes sectores são muito sensíveis à confiança.

A garantia dos depósitos é uma forma de gerar confiança nos bancos, mas é insuficiente.

Os bancos ao não confiarem entre os seus pares, não emprestam dinheiro entre eles, ou exigem taxas de juro muito elevadas, o que explica a elevada taxa Euribor, que se tem verificado nos últimos tempos.

O mercado de capitais sofre do mesmo problema de confiança, e não acredita no valor das empresas, caindo constantemente e de forma abrupta.

Confiança, palavra mágica, que se espera possa surgir nos próximos tempos, por forma a poder estancar esta crise.

publicado por pmaa às 10:53
Rádio
Que Horas são?
Quantos Já Passaram Por Aqui
Estadisticas y contadores web gratis
Oposiciones Masters
Redes Sociais
Euromilhões
Outubro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
Posts mais comentados
últ. comentários
Muito Bom post. Realmente, este flagelo agrava em ...
Não são os moradores da Branca que não querem a Au...
q fotinha singela ! hehe
muito legal e interessante este blog, eu preciso p...
Olá ;)) parabéns pelo blog.
Parabéns pelo seu blog, muito interessante. Estou ...
Caríssimo,O Sempre a Produzir está de volta. Peço ...
PENA SEJA QUE OS INTERESSES E GUERRAS PESSOAIS SEJ...
A estação metro deve ser na rotunda que andam a fa...
Caro Webmaster de Sapo.pt,Nós realizamos um motor ...
subscrever feeds
links
blogs SAPO